Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
26 de fevereiro de 2021
Rádios

Regionais de saúde do Sudoeste recebem mais doses da vacina contra a Covid-19

A 7ª regional recebeu mais 1.690 e a 8ª regional mais 2.570. É a segunda remessa da primeira dose da vacina.

Saúde

por Everton Leite

vacina
Publicidade

O Governo do Paraná recebeu no final da noite de sábado(23) mais doses da vacina contra a Covid-19 e na manhã deste domingo(24) já iniciou a distribuição para as regionais de saúde. A primeira a receber foi a 8ª Regional, que atende os municípios da microrregião de Francisco Beltrão e contou com a entrega pessoalmente do secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, no aeroporto de Francisco Beltrão. Ao todo são mais 2.570 doses para os município, e destas, 1.150 doses somente para Francisco Beltrão. Essa é a segunda remessa, da primeira dose, da vacina de Oxford, da Astrazeneca, da Fiocruz.

As doses continuarão sendo aplicadas nos profissionais de saúde, que estão na linha de frente.

Mais doses nos próximos dias

O secretário disse ainda que o processo de vacinação ganhará ainda mais agilidade nos próximos dias. Segundo ele, está programado pelo Ministério da Saúde a divisão de outras 900 mil doses de CoronaVac entre todos os estados do País e o Distrito Federal ainda nesta semana. A estimativa, afirmou o secretário, é que aproximadamente 40 mil doses sejam encaminhadas para o Paraná.

Publicidade
Publicidade

O lote integra as 4,8 milhões de doses emergenciais autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na sexta-feira (22). No total, confirmado os números da terceira remessa, o Paraná vai contabilizar cerca de 600 mil doses. “Dá para garantir a vacinação dos mais de 272 mil profissionais da saúde que temos no Paraná”, destacou Beto Preto.

Ampliação do Hospital Regional

Beto Preto também informou que retornará a Francisco Beltrão no mês de fevereiro para assinar a ordem de serviço para a ampliação do Hospital Regional do Sudoeste. A obra terá 2.358 m2 e possibilitará oferecer mais 10 leitos de UTI e colocar em funcionamento o Centro de Hemodinâmica para pacientes da área de cardiologia, com serviços de cateterismo, angioplastia e outros. Os investimentos ficarão em torno de R$ 8 milhões.

Publicidade