Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
25 de fevereiro de 2021
Rádios

Secretaria de Saúde confirma mais três mortes de macacos por febre amarela em Palmas

O município totaliza quatro casos. Boletim epidemiológico foi divulgado nesta quarta-feira (27).

Saúde

por Guilherme Zimermann

Publicidade

A Secretaria de Saúde do Paraná confirmou mais três mortes de macacos por febre amarela em Palmas. Os dados constam em boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (27).

O município totaliza quatro casos de macacos mortos pela doença. O primeiro caso foi registrado no final de dezembro do ano passado. Segundo a Secretaria de Saúde, outros cinco casos suspeitos de febre amarela foram notificados, mas os resultados de exames foram inconclusivos.

Na microrregião de Palmas, Coronel Domingos Soares teve três casos de macacos mortos por febre amarela e outros 21 casos indeterminados. Em Clevelândia foram confirmados dois casos e em Mangueirinha e Honório Serpa, registrado um caso em cada.

[Grupo RBJ de Comunicação] Secretaria de Saúde confirma mais três mortes de macacos por febre amarela em Palmas — Casos de macacos mortos por febre amarela na área da 7ª Regional de Saúde
Casos de macacos mortos por febre amarela na área da 7ª Regional de Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde recomenda à população a vacinação contra a febre amarela. A vacina está disponível em toda a rede de saúde pública e quem tem entre 9 meses de idade e 59 anos e nunca tomou uma dose deve se vacinar.

Publicidade
Publicidade

Os sintomas iniciais da febre amarela são: febre de início súbito e duração de até sete dias, associada a dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dor no corpo e dor abdominal. Esses sintomas se confundem com outras doenças como leptospirose, gripe ou dengue.

A febre amarela pode ter evolução rápida, em cerca de 10 % dos casos, para formas graves com icterícia (amarelão da pele), dor abdominal intensa, sangramentos e falência renal.

Publicidade