O transporte coletivo de Palmas, que deveria iniciar os trâmites para licitação neste ano, terá de esperar mais alguns meses. A informação foi repassada pelo Secretário de Administração do Município, Felipe Zanoello, nesta segunda-feira (02), após reunião com a comissão que realiza acompanhamento e levantamentos do transporte público.

Segundo o secretário, o projeto terá que passar por alterações. No decorrer dos trabalhos que estavam sendo realizados pela comissão para implementação do transporte coletivo, foi se deparado com o projeto de Mobilidade Urbana, que contempla vários segmentos, como; adequações para ciclistas, cadeirantes, e também o transporte público, entre outros. O que já foi realizado, levantamento de demandas e informações coletadas pela comissão, serão implementadas ao projeto de Mobilidade Urbana. “A unificação dos projetos trará economia aos cofres município”, afirma Zanoello.

A representante da comissão de transporte público, Magda Dametto, explicou que devido a Lei Federal 12.587/12, que obriga a municípios com mais de 20 mil habitantes realizar um projeto de mobilidade urbana, os setores responsáveis por ambos os projetos, decidiram por fazê-lo em um único. Que a lei federal a partir de sua homologação, concede prazo de sete anos para os municípios se adequarem, em Palmas, este prazo termina este ano. Ainda conforme Magda Dametto, a partir de agora o projeto de mobilidade urbana entrará em processo licitatório, após, a empresa vencedora estabelece prazo de cronograma de trabalho em aproximadamente 240 dias para entrega do projeto ao município.