A Polícia Rodoviária Estadual realizou de 19 a 23 de junho a Operação Corpus Christi em rodovias estaduais na região Sudoeste. Nesse período foram registrados 12 acidentes com 11 feridos e uma morte. As principais ações foram as fiscalizações de alcoolemia ao volante de veículo automotor, excesso de velocidade, ultrapassagens irregulares, o uso do cinto de segurança, condições dos acessórios de segurança dos veículos, bem como o uso de dispositivo de segurança para o transporte de crianças.

Para o Aspirante Romildo, da 6ª CIA de Pato Branco, o tempo bom contribuiu para o aumento do fluxo na nossa região. “Comparando com a operação do ano passado, o número de acidentes foi o mesmo. O número de feridos caiu de doze para onze mas infelizmente tivemos um choque seguido de capotamento que acabou culminando na morte de um jovem.”

Ele enfatiza também o número de veículos irregulares autuados na operação, ano passado apenas um veículo retido, já nesse feriado, quatorze foram tirados de circulação, “isso só demonstra o trabalho da polícia na fiscalização referente a esses veículos que vão para as rodovias sem condições de segurança e problemas com documentação”, destaca Romildo.

O que é recorrente são as autuações por embriagues, a falta do uso do cinto de segurança e o excesso de velocidade. Segundo o aspirante, nos quatro dias de operação, mais de 350 veículos foram flagrados acima da velocidade permitida para a via, “geralmente a alta velocidade é flagrada nas ultrapassagens, maior causa dos acidentes tipo colisão frontal, aumentando assim os índices de óbitos e feridos a cada fiscalização.”

Confira a matéria na íntegra: