O jovem Otávio Rossi, vítima de um acidente automobilístico na BR-158, teve a morte confirmada nesta sexta-feira (13). Ele esteva hospitalizado em Pato Branco desde a última sexta-feira (6), quando sofreu acidente em Coronel Vivida. Outros dois jovens que estavam junto também ficaram gravemente feridos.

Durante a semana, surgiram boatos em grupos de WhatsApp que Otávio havia falecido. Entretanto, a equipe médico desmentiu. Apesar de todos os esforços, o jovem morreu nesta sexta-feira. A família, que é da Bahia, deslocou à Pato Branco assim que soube do estado de saúde do rapaz e, com sua morte, autorizou a retirada de alguns órgãos para doação (coração, pâncreas, rins e outros). O procedimento aconteceu no início da tarde no Hospital São Lucas, onde ele estava internado.

De acordo com a informação do hospital, os órgãos foram encaminhados à Curitiba. Uma aeronave da Secretaria Estadual de Saúde foi enviada a Pato Branco para fazer a remoção. O corpo de Otávio Rossi será transladado à Bahia, onde mora a família. Ele estava em Pato Branco para estudar. O jovem era acadêmico da UTFPR.

As outras duas vítimas do acidente são os irmãos Guilherme e Emanuel Galina. Ambos também se feriram com gravidade. Emanuel já foi liberado, porém Guilherme permanece no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital São Lucas. Segundo informações do hospital a situação dele ainda é grave, pois permanece em ventilação mecânica.

O acidente

O acidente envolvendo os três jovens aconteceu na saída de Coronel Vivida para Pato Branco, na chamada curva de São Cristóvão. Foi na noite de sexta-feira (6), por volta das 22 horas. Os meninos deslocavam a Pato Branco com um Golf, quando se envolveram no acidente com uma camionete Ford Ranger.