A direção da empresa Guancino, concessionária do transporte coletivo urbano de Francisco Beltrão, protocolou na prefeitura a solicitação de um reajuste de 20% no valor da tarifa. Pelo aumento pleiteado, a passagem passaria dos atuais R$ 3,65 para R$ 4,38. A empresa alega a necessidade da restauração do equilíbrio econômico e financeiro, levando com consideração as suas despesas.

O pedido será analisado pelo Conselho da Comunidade, que emitirá o seu parecer, mas a decisão final sobre a concessão do reajuste e o percentual cabe ao prefeito Cleber Fontana. A questão deve estar resolvida até janeiro, visto que a adequação do valor da tarifa acontece geralmente no início de cada ano.

O reajuste mais recente aconteceu em agosto deste ano, através de uma decisão judicial, que determinou ao prefeito a concessão do aumento. O percentual foi de 9,51%. O prefeito Cleber Fontana não concordou com o índice de reajuste e não autorizou o aumento. Porém, a empresa ingressou na justiça. O caso acabou no Tribunal de Justiça do Paraná, que autorizou o aumento, que acabou sendo colocado em prática.

Assessoria PMFB