A Frente Parlamentar pela Manutenção e Conservação da rodovia que corta o Sudoeste do Paraná  foi instituída através de ato do presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Ademar Traiano,  publicado no Diário Oficial 1748. Sob a Coordenação do deputado Anibelli Neto,  o grupo tem a finalidade de proporcionar um espaço para debater e realizar atos buscando viabilizar ações concretas de manutenção e conservação da PR-280.

A Frente será integrada também pelos deputados: Wilmar Reichembach, Tadeu Veneri , Rodrigo Estacho , Nelson Luersen , Evandro Araújo,  Marcel Micheletto, Tiago Amaral, Soldado Adriano José , Delegado Jacovós , Mabel Canto , Plauto Miró , Requião Filho, Luciana Rafagnin , Arilson Chiorato , Professor Lemos, Hussein Bakri, Ricardo Arruda, Soldado Fruet, Luiz Fernando Guerra, e Coronel Lee. Os trabalhos serão desenvolvidos de acordo com as disposições da Resolução n° 17, de 14 de dezembro de 2016.

Segundo o coordenador, o Sudoeste não pode esperar a nova concessão das rodovias em 2021 para a 280 ser restaurada. “Hoje literalmente essa estrada está em frangalhos. Provocando acidentes, tirando vidas”, destacou.  Anibelli Neto defendeu ainda o financiamento público para recuperar a estrada, e frisou ser radicalmente contra a implantação de pedágio neste trecho. “Não queremos tapa-buracos. Queremos a recuperação dessa malha viária”, frisou.

“Precisamos unir forças para fazer cobranças de investimentos mais expressivos naquela rodovia, que vem sofrendo há anos com o abandono e colocando em risco a vida de milhares de pessoas que trafegam por ali diariamente”, ressaltou o deputado Reichembach (PSC), ao defender ainda no começo do ano a constituição da Frente Parlamentar. Destacou ainda que essa é uma demanda antiga da região. A rodovia tem cerca de 284 quilômetros de extensão, e é a principal ligação entre os municípios do Sudoeste, indo de Realeza (entroncamento com a BR-163) até Palmas (entroncamento com a BR-153).