De 14 a 17 de maio, em São Paulo, foi realizado o Bett Educar 2019, maior evento de educação e tecnologia da América Latina e que teve de 230 empresas nacionais e internacionais e cerca de 22.000 participantes da comunidade educacional de todos os estados brasileiros. Durante o congresso, o Sebrae e a Future Education (organização focada no desenvolvimento de startups de educação) promoveram o Desafio Like a Boss EdTech. Startups de todo o Brasil ligadas ao setor educacional (as chamadas EdTechs) inscreveram-se e 20 delas foram selecionadas para apresentações na Bett Educar. Das finalistas, apenas uma paranaense, a EdukaMaker, de Francisco Beltrão.

A startup beltronense não consegui ficar entre as oito finalistas, mas a seleção para o Like a Boss foi considerada uma vitória.  “Somos a única startup do Paraná e uma das 20 mais inovadoras do Brasil entre as EdTechs. Para nós, a participação traz visibilidade e mostra que temos muitos diferenciais”, comemora Henrique A. Camargo, cofundador da EdukaMaker.

Entre os diferenciais da cultura maker (o aprender fazendo), adotada pela startup, está a aplicação na base. Em vez de os alunos trabalharem com kits de robótica e seguirem manuais, como usualmente ocorre, a EdukaMaker adota metodologia que propicia aos alunos criar um robô e aprender a programá-lo usando recursos simples.

“São desafios multidisciplinares que tornam o aprendizado mais rico e completam a teoria aprendida em outras matérias, como Matemática, Física, Artes, Química. Além de aprendizado significativo, existem muitos outros valores que são abordados e implementados durante o curso”, completa Henrique Camargo.

A EdukaMaker surgiu na UTFPR, onde esteve pré-incubada, e passou também pela incubadora Findex, em Francisco Beltrão. “Com o apoio do Sebrae, atualmente somos acelerados por dois processos muito importantes, InovAtiva Brasil e Fiep e estamos nos posicionando entre as principais startups da região”, destaca o cofundador da startup.

Fonte: Assessoria Sebrae