Na quarta-feira, 20, membros de entidades representativas do Sudoeste protocolaram na Casa Civil do Paraná, em Curitiba, documento intitulado “Movimento Pró-modernização das rodovias Corredor Sudoeste (PRC-280) – fase dois”. As lideranças regionais enfatizam que deve ser realizada com urgência a retomada do processo, visando a modernização do Corredor Sudoeste – PRC 280.

Uma reunião estava agendada com o chefe da Casa Civil, Guto Silva, mas foi cancelada. De acordo com Carlos Manfroi, presidente da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Sudoeste do Paraná (Cacispar), uma nova data será marcada para tratar desse assunto. Manfroi reforça que todos os deputados estaduais que representam a região foram convidados a participar do encontro, agendado para a manhã desta quarta. “Porque o objetivo é trabalhar em conjunto com a sociedade civil organizada e o poder público, para que o resultado seja o melhor possível. Assim que uma nova data da reunião for marcada, todos serão novamente convidados”.

 

Trechos do documento

A questão da modernização da malha viária regional vem sendo objeto de preocupações, debates e ações por parte das lideranças da região, como, em 2011, a formação do que se denominou, “Movimento Pró Modernização das Rodovias do Sudoeste do Paraná”. Mobilização esta que encomendou e realizou um diagnóstico de proposições, soluções e que resultou no documento Estudo de Tráfego;

Se reconhece os esforços do Governo do Estado por meio de diversos programas que são implementados no atendimento desta malha viária, no entanto, estes necessitam melhorias. O Estudo apontou a necessidade da ampla e adequada modernização para o atual fluxo de mercadorias e pessoas;

Que a modernização fosse promovida, com prioridade nos três principais corredores: Capanema – Dois Vizinhos – Trevo Mangueirinha; Francisco Beltrão – Dois Vizinhos; e principalmente Corredor Sudoeste, Trevo da BR 153 (Palmas) à Marmelândia (Realeza), denominado de PRC-280;

Também apontou a necessidade da atuação do Governo do Estado, junto ao Governo Federal, na modernização dos corredores para o fluxo externo regional, o Corredor da Fronteira (BR 163) e a saída para a BR 277 (Três Pinheiros);

Entenderam as lideranças que deve ser realizada com urgência a retomada do processo, visando a modernização do Corredor Sudoeste – PRC 280 bem como, apresentaram confiança na atuação governamental em função do “Movimento Pró-modernização das rodovias Corredor Sudoeste (PRC-280) – fase dois” – manifestação pública do então candidato, Carlos Roberto Massa Júnior, na reunião pública de entrega da carta do Sudoeste, em 2018. No momento, o atual governador assumiu o compromisso de liderar uma solução definitiva para a rodovia em questão, bem como, a manifestação de vossa senhoria nos meios de comunicação regional, onde afirmou que viria a região durante os primeiros quatro meses de exercício, para apresentar um esboço da solução para o assunto em questão;

Que a Região Sudoeste, por meio, principalmente das organizações signatárias deste documento, tenha um tempo de análise e em seguida se promova mais uma audiência, ou outro formato de diálogo apropriado;

Que seja mantido e ampliado as ações de recuperação/conservação dos corredores acima citados, especialmente o que concerne ao Sudoeste, enquanto a solução definitiva seja efetivada;

 

O documento foi elaborado pelas seguintes entidades:

Associação das Câmaras Municipais do Sudoeste do Paraná (Acamsop/13), Agência de Desenvolvimento do Sudoeste do Paraná, Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Sudoeste do Paraná (Cacispar), Grupo Gestor do Território do Sudoeste do Paraná (GGTESPA) e Instituto Regional de Desenvolvimento Econômico e Social (Irdes).

Confira na íntegra a entrevista com o presidente da Cacispar, Carlos Manfroi: