Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
24 de junho de 2021
Rádios

Suspeito por assassinato de professor é natural de Palmas

José Tiago Correia Soroka é procurado pela Polícia Civil do Paraná.

Polícia

por Guilherme Zimermann

suspeito
Publicidade

Um serial killer procurado pela Polícia Civil pelo assassinato de três pessoas é natural de Palmas. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (17), pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Paraná. José Tiago Correia Soroka é suspeito pela morte de três homens, dois deles em Curitiba e um em Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina.

Os policiais contaram que identificaram o suspeito através de uma quarta vítima, que sobreviveu. José Tiago é foragido no Paraná e também em Santa Catarina. Para a DHPP, ele é considerado um assassino em série e tem perfil de psicopata.

O perfil das vítimas era sempre o de jovens gays, que moravam sozinhos. José Tiago, segundo a DHPP, marcava os encontros por aplicativos de relacionamento e, ao chegar, esperava o momento certo para agir.

A DHPP ainda não conseguiu encontrar o suspeito e pede que a população, além de denunciar, tome cuidado com os encontros através de aplicativos.

Publicidade
Publicidade

Segundo a polícia, José Tiago é de Palmas, no sul do Paraná, e passou a infância em Abelardo Luz, em Santa Catarina, onde matou um dos rapazes.

Atualmente, o suspeito morava em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Ele saiu do emprego que trabalhava em março.

Ele tem passagem por roubo, em 2015 e 2019, e também uma medida protetiva por uma ex-namorada.

A polícia ainda não sabe o motivo dos crimes. Para a DHPP, os crimes podem se tratar de latrocínio (roubo com morte), porque o rapaz rouba computadores e celulares das vítimas, mas somente com a prisão de José Tiago é que isso vai ficar claro.

Publicidade
Publicidade

Denúncias anônimas podem ser feitas por meio dos telefones 181, 197 ou 0800 643 1121.

O trabalho de investigação foi conduzido por policiais civis do Paraná e de Santa Catarina. O primeiro crime aconteceu em 16 de abril, em Abelardo Luz (SC). À época, Robson Olivino Paim foi encontrado morto.

Veículo de professor morto em Abelardo Luz é localizado na região de Curitiba

Fonte: Portal de Notícias G1

Publicidade