Na última semana, três marcos importantes foram cumpridos na construção da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Bela Vista, empreendida pela Copel em Verê e São João, no Sudoeste do Paraná. A ponte rolante, equipamento que permite o içamento e movimentação de grandes cargas dentro da casa de força foi instalada. Com ela funcionando, foi possível realizar a descida do primeiro pré-distribuidor, equipamento que vai permitir o direcionamento do fluxo de água dentro da unidade geradora de energia.

Além disso, foi finalizado o processo de desapropriações das áreas que serão destinadas à formação do reservatório da hidrelétrica. O enchimento está previsto para janeiro de 2021, logo após a finalização da barragem, e o início da geração de energia para fevereiro do próximo ano.

Bela Vista terá quatro unidades geradoras, as três maiores serão montadas na casa de força principal que fica a uma distância de 150 metros da barragem. E uma unidade geradora menor será instalada na casa de força complementar, junto à barragem, e vai gerar energia usando a vazão mínima de água que deverá ser mantida rio abaixo de forma permanente. No total, a PCH terá 29,81 megawatts de potência instalada.

As atividades de montagem dos equipamentos eletromecânicos da PCH serão intensificadas a partir de agora, já que a parte de construção civil da hidrelétrica está bastante avançada. O primeiro estágio de concretagem da casa de força está em 99% e a edificação já está recebendo a cobertura. Para uma segunda etapa, restará somente os acabamentos a serem realizados após a instalação completa das unidades geradoras.

No segundo trecho da barragem, iniciado após o desvio do Rio Chopim em junho deste ano, 70% do volume total de concreto compactado com rolo previsto em projeto já foi aplicado. A construção da tomada de água, ponto de captação do reservatório para os condutos que levarão até as turbinas, já atingiu 72%. (Fonte: AEN)