O Secretário Estadual de Desenvolvimento Urbano do Paraná(SEDU)deixará a chefia pasta nos próximos dias para retornar à Assembleia Legislativa. O objetivo é iniciar o projeto político para as eleições de 2018 ao Governo. O fato foi confirmado pelo próprio secretário, Ratinho Jr, que na manhã desta quarta-feira(30) participou do Programa Dinâmica 1050 da Rádio Club AM de Palmas/PR e falou do atual trabalho na equipe de governo e das perspectivas para sua candidatura ao Palácio Iguaçu.

Inicialmente manifestou satisfação pelo índice alcançado pelo Estado do Paraná, que ficou com 44% dos recursos financeiros destinados pela Secretaria do Tesouro Nacional(STN) aos municípios através de sua secretaria SEDU. “Quase a metade do que foi feito no Brasil, foi no Paraná, o que demonstra que o Estado vive um bom momento. Termos que aproveitar esse momento para contemplar os municípios”, disse o Secretário.

Ratinho Jr, disse  que o retorno ao parlamento estadual se dará para realização audiências públicas em todas as regiões do Estado e viajar pelo Brasil e exterior para captar as experiências que deram certo para implementar em seu plano de governo. “ Nos próximos dias vou organizar meu retorno à Assembleia, tenho que organizar isso com o Governador pois há muitos projetos em andamento”, disse ele.

Considerou que é sua responsabilidade e missão, em respeito a população do Paraná, apresentar um projeto inovador, efetivando ações de valorização do dinheiro público e  com isso melhorar a qualidade de vida da população e gerações futuras. “Se observarmos uma foto de 35 anos e comparar com o atual quadro vamos perceber que os que faziam maracutaias lá atrás são os que aparecem hoje na Lava Jato”, considerou.

Ressaltou que permanecerá no PSD, que juntamente com o PSC formam o bloco sólido, mas que está conversando com o governador, diversos partidos e lideranças e apresentando sua proposta de reunir pessoas que estejam realmente preocupados com o Estado. Antecipou que está montando uma equipe de gestores sem vícios e malícias e que com a diminuição da máquina pública e fim de regalias, melhorar a vida das pessoas. “Estou motivado e animado e sei que dá pra fazer muita coisa”, disse ele.