Quem pensa que a Polícia Militar está nas ruas apenas para reprimir o crime, engana-se. Prova disso foi dada durante a madrugada desta quinta-feira (09) quando três policiais que faziam patrulhamento de rotina e ajudaram uma família a salvar a vida de um bebê de apenas 13 dias.

O ato de solidariedade aconteceu por volta das 03 horas da madrugada. Sargento Rotta e os soldados Lucivan e Biesek estavam na Avenida Júlio Assis Cavalheiro quando se depararam com uma senhora caminhado desesperada pela calçada, carregando uma criança.

Major Edson Cechinell da Silva, comandante do 21º BPM, com mãe, avó e o pequeno Davi.
  • Compartilhe no Facebook

Major Edson Cechinell da Silva, comandante do 21º BPM, com mãe, avó e o pequeno Davi.

Ao ser abordada, contou que era avó da criança, que tinha se afogado durante a amamentação. Após acalmara a avó, os policiais iniciaram procedimentos de primeiros socorros e acionaram o SAMU, cuja base de atendimento estava próxima.  O bebê imediatamente foi transportado até a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, onde permaneceu internado até a manhã desta quinta-feira.

Feliz por ter o neto Davi salvo, a avó Marizane Pacheco fez questão de comparecer ao Batalhão de Polícia Militar, acompanhada da mãe dele, Cristal Regina Dalla Vechia para agradecer pela ajuda. Como os policiais já haviam deixado o posto de trabalho, a família foi recebida pelo comandante do Batalhão, major Edson Cechinell e demais policiais que atuam no local. Na oportunidade, a avó agradeceu e enalteceu a atitude dos PMs. “Não foram policiais que eu encontrei na rua naquele frio, foram pais de família, humanos, por isso eu não podia deixar de vir agradecer a eles”, ressaltou a avó Marisane.

O Comandante da 1ª Companhia do Batalhão, Tenente Anderson Jose Srutkoske Frossard recebeu o agradecimento da família em nome da equipe que prestou atendimento.
  • Compartilhe no Facebook

O Comandante da 1ª Companhia do Batalhão, Tenente Anderson Jose Srutkoske Frossard recebeu o agradecimento da família em nome da equipe que prestou atendimento.

A mãe do pequeno Davi também fez questão de agradecer o ato heroico da equipe envolvida. “Eles foram anjos que apareceram no lugar certo, na hora certo e ajudaram minha mãe e o mais importante salvaram a vida do meu filho, essa atitude jamais será esquecida”, disse.

O Comandante da 1ª Companhia do Batalhão, Tenente Anderson Jose Srutkoske Frossard, participou da recepção da família e não escondeu o orgulho de ser policial, através da atitude de sua equipe. “Para nós é muito gratificante a pessoa vir aqui agradecer, pois é uma motivação a mais e uma criança sempre nos emociona, pois é uma vida que não preço”, finalizou o Tenente Anderson.

Em entrevista à Rádio Onda Sul FM, Sargento Rotta afirmou que é pai e por isso sabe muito bem o que a avó estava sentindo naquele momento. “Como pai sei muito bem que isso pode acontecer a qualquer hora, por nossa ação de oferecer ajuda foi imediata. Você sabe né, criança mexe com qualquer pessoa, que é pai sabe o que estou dizendo, por isso agora ao saber que o Davi está bem, o meu sentimento de emoção, não tenho nem palavras para descrever o que estou sentindo”, declarou. O pequeno Davi está bem e a equipe deve fazer uma visita à família no próximo serviço, que é no sábado.

Fotos: Divulgação Polícia Militar