O município de Palmas, sul do Paraná, poderá oferecer trabalho para os detentos da Cadeia Pública da Comarca. A iniciativa foi apresentada nesta quinta-feira (04) pelo representantes do Executivo e Judiciário ao governo do Estado, no Palácio Iguaçu. A proposta é utilizar a mão de obra na fabricação de blocos de concreto utilizados nas obras públicas.

A proposta foi discutida pelo prefeito Kosmos Nicolaou, governador, Carlos Massa Ratinho Jr, Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado, Luiz Fernando Tomasi Kepen; Procurador Chefe da Procuradoria do Trabalho do Paraná, Gláucio Araújo de Oliveira, Juiz da Comarca e Diretor do Fórum de Palmas, Eduardo Ressetti Pinheiro Marques Vianna; Coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Prisional do Tribunal de Justiça, Ruy Muggiati, o Assessor Jurídico da Prefeitura, Toni Douglas Grassi e o Chefe da Casa Civil, Guto Silva.

Pretende-se que o projeto seja desenvolvido em parceria com o Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Justiça, Governo do Estado e Prefeitura. A Cadeia Pública de Palmas que está sob responsabilidade do Departamento Penitenciário do Estado abriga uma população carcerária superior a sua capacidade para 60 pessoas.