Francisco Beltrão deve fechar o ano com apenas sete homicídios, dos quais três deles aconteceram dentro da Penitenciaria Estadual.

O numero é o mesmo de 2018, quando ouve uma queda drástica de homicídios se comparado com 2017, quando aconteceram dez assassinatos. O ano mais violento da ultima década foi 2015, quando 17 pessoas foram mortas na cidade.

Em 2016 o Brasil atingiu o recorde negativo de 62.517 mortes violentas intencionais. Os dados são do Ministério da Saúde.

De acordo com o delegado chefe da 19ª SDP de Francisco Beltrão, Ricardo Moraes, dos sete assassinatos ocorridos em 2019, apenas um encontra-se ainda em investigação, trata-se da morte, Oires de Souza, 49 anos. Ele foi atingido por três disparos de arma de fogo por volta das 18h40 em um bar na Rua São Francisco, Bairro São Miguel em Francisco Beltrão.

Dos sete homicídios registrados em Francisco Beltrão neste ano, dois deles foram classificados como feminicídio e foram investigados pela Delegacia da Mulher.