• Compartilhe no Facebook

Leotério José Mieczkovski, de 46 anos E Rogério André Trampusch, de 35 anos, morreram na hora.

A explosão de um exaustor causou a morte de duas pessoas e deixou outras quatro feridas em Capanema, Sudoeste do Estado, no início da noite desta terça-feira (5). O incidente aconteceu no Frigorífico Dip Frangos. As vítimas trabalhavam no setor de subprodutos quando ocorreu a explosão, por volta das 19 horas. Rogério André Trampusch, de 35 anos, e Leotério José Mieczkovski, de 46 anos, morreram na hora.

Os colegas de trabalho Roberto Henrique Correa, 28 anos, Elezandro Marcel Derlan, 28 anos, José Romério da Silva, 36 anos, e Vilmar, 34 anos, ficaram feridos.  Os quatro foram atendidos por socorristas do Samu, Siate e profissionais da secretaria municipal de saúde de Capanema.

  • Compartilhe no Facebook

Corpos das vítimas foram recolhidos ao IML de Francisco Beltrão. Foto: Marcos Lima

De acordo com o Sargento do Corpo de Bombeiros, Antonio Jaime Sott, Roberto ficou encarcerado e teve fraturas nas pernas e Elezandro sofreu queimaduras em aproximadamente 90% do corpo. Ambos foram transferidos para o hospital regional de Francisco Beltrão e correm risco de morte. Os demais foram hospitalizados em Capanema. Os funcionários foram atingidos pelo vapor produzido por um digestor utilizado para processamento de penas e vísceras, as quais são transformadas em ração.

A dona de casa Ivonete dos Santos mora a cerca de 200 metros do frigorífico e conta que ouviu a explosão. Segundo ela, a casa chegou a estremecer.”A minha casa é uma casinha de madeira, chegou tremer, isso é verdade. A gente escutou o estouro e quando foi na janela já tava aquela fumaça por todo lado e de repente começou a chegar os bombeiros e as ambulâncias”, disse.  Funcionários do abatedouro relataram que o equipamento já vinha apresentando problemas, mas nenhum reparo foi feito. O auxiliar de produção Antonio Vilmar Bildhaner afirma que já havia alertado os superiores. “Essa digestor tava meia gasta né, semana passada eu tava cuidando do digestor cinco e tinha vazamento. A gente falava para os encarregados, eles não faziam manutenção direito, só soldavam, soldavam”, destacou.

A Polícia Militar prestou apoio ao Corpo de Bombeiros e a Criminalística durante o atendimento das vitimas e a perícia e remoção dos corpos. O local permanece isolado para novas vistorias dos órgãos de segurança que estão investigando as causas da explosão. A direção da Dip Frangos emitiu uma nota lamentando o ocorrido.

Ouça a reportagem Onda Sul FM…

“A DIP FRANGOS S/A vem a público lamentar o fato ocorrido na noite desta terça-feira, dia 05, em uma de nossas unidades, localizada em Capanema-PR, que vitimou trabalhadores.
A explosão de um digestor, na área de subprodutos, causou o desabamento de uma estrutura.
Até o momento temos duas mortes confirmadas. A DIP FRANGOS está disponibilizando toda a assistência necessária para os funcionários”.

A Direção
DIP FRANGOS S/A