Balotelli é mesmo imprevisível. Depois de ser xingado e aplaudido no Maracanã, o atacante mostrou o seu poder de decisão e fez o gol da vitória da Itália por 2 a 1 sobre o México, na estréia das duas seleções na Copa das Confederações. O problema maior foi o momento da comemoração, quando o polêmico jogador decidiu tirar a camisa. Por conta disso, ele foi “premiado” com cartão amarelo e está pendurado. 

A atitude impensada rendeu uma bronca da comissão técnica. Demonstrando arrependimento e desconhecimento da regra de suspensão por acúmulo de cartões amarelos, o camisa 9 prometeu não repetir o festejo rebelde para não prejudicar a seleção italiana.
A Itália volta a campo nesta quarta-feira, contra o Japão, às 19h. A partida será realizada na Arena Pernambuco, em Recife. Caso leve mais um cartão amarelo, Balotelli não enfrentará a seleção brasileira na terceira rodada.