O Tribunal do Júri da Comarca de Palmas, em sessão de julgamento nesta quinta-feira (19), condenou Cesar Batista dos Santos e Moacir Rodrigues da Silva pelo homicídio de Nicolau Belabe, ocorrido em março de 2017, no município de Coronel Domingos Soares.

De acordo com o processo, no dia 05 de março de 2017, na linha Pedregulho, interior domingossoarense, os denunciados “agindo dolosamente”, asfixiaram Nicolau Belabe, 56 anos, utilizando um cinto. Além disso, teriam o amarrado em uma motocicleta, resultando na morte da vítima.

Conforme a denúncia, os acusados teriam agido por motivações fúteis – um deles teria desentendimentos com o patrão da vítima e o outro acreditava que a vítima teria sido responsável pela morte de um parente seu.

O corpo de Nicolau Belabe foi encontrado uma semana após o crime, boiando nas águas do lago do Iguaçu. Um trabalhador que fazia a verificação do gado na Fazenda Colina Verde e sentiu forte odor nas proximidades, encontrando o corpo. Dias antes, familiares da vítima haviam procurado a Polícia Militar em Coronel Domingos Soares relatando o desaparecimento.

O Tribunal do Júri condenou o réu Cesar Batista dos Santos à uma “pena de 12 anos de reclusão e 01 ano de detenção em regime fechado, artigo 121, §2º, incisos III e IV e artigo 12, caput, da Lei 10.826/2003” e o réu Moacir Rodrigues da Silva ao cumprimento de “pena de 14 anos de reclusão em regime fechado, artigo 121, §2º, incisos III e IV”. Ambos estão recolhidos na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, onde irão permanecer para o cumprimento das condenações.