O prefeito do município de Chopinzinho, Leomar Bolzani (PSDB), que foi preso no último domingo (22), por suspeita de envolvimento na morte do advogado chopinzinhense Algacir Teixeira de Lima, 51 anos, fato ocorrido no dia 16 deste mês, permanecerá preso por 30 dias.

Segundo o Delegado Chefe da 5ª SDP (Subdivisão Policial) de Pato Branco, Dr Getúlio de Morais Vargas, o Tribunal de Justiça do estado do Paraná alterou a decisão no final da tarde desta quarta-feira (25), e converteu a prisão do prefeito de 5 para 30 dias.

Outra informação repassada pelo Dr Getúlio foi a transferência de Giovanne Baldisseira o “Pardal”, ex-funcionário da prefeitura de Chopinzinho. “Pardal” estava preso desde domingo (22), na carceragem provisória de Pato Branco e na tarde desta quarta-feira (25), foi transferido para o município de Palmas. Os demais envolvidos no crime permanecem presos na carceragem da 5ª SDP em Pato Branco.

Segundo o Delegado Getúlio as investigações continuam por mais vinte dias.