Presos na carceragem provisória  da 4º Subdivisão Policial em União da Vitória tentaram uma fuga em massa na madrugada de hoje(21).  Os 72 detentos entre condenados e provisórios e  que  ocupam  quatro cubículos de 28 metros quadrados foram impedidos de concluir o plano após ação policial.

Conforme o delegado Andre Luis de Oliveira Vilella, ação foi detectada pel0 investigador  de  plantão e o agente da Seju – Secretaria de Justiça, que com o apoio da Polícia Militar conseguiram impedir a fuga. Explicou que os presos da ala B, após romperem uma divisória com concreto, passaram para a ala C, e nesta já estavam praticamente terminando um buraco que daria a acesso a cozinha, antes de poder acessar a parte externa da cadeia.

“Na cozinha, com as facas para preparar os alimentos, poderiam em massa, romperem uma porta de madeira e ter acesso ao plantão o que poderia resultar em um conflito de grandes proporções, haja vista que o plantão está portando armas de fogo”, disse o delegado. Conforme Vilella, na sequência os os presos poderiam ter acesso a ala A e as celas especiais,  liberando  os demais presos. Que armados com facas, após um eventual conflito armado no plantão, iriam ter acesso a via pública.

Conforme o  gestor da Unidade Policial,  há uma união de esforços desdeo ano passado  entre SEJU local,  Juiz Corregedor dos Presídios da comarca, Juízes e Promotores das Varas Criminais,  para a  remoção dos presos excedentes para o sistema penitenciário.