A microrregião de Palmas registrou 30 homicídios dolosos em 2019, um aumento de 66% em ocorrências do gênero na comparação com o ano anterior. Os dados foram levantados pelo Departamento de Jornalismo da Rádio Club/RBJ com base no Relatório Estatístico Criminal da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

Proporcionalmente, a região tem uma taxa de homicídios maior que a do Brasil, com 30,9 óbitos por 100 mil habitantes. A média do país no último ano foi de 19,8 mortes. Para esse cálculo, é dividido o total de homicídios pelo número de habitantes, multiplicando o resultado por 100 mil.

Em números absolutos, Palmas foi o município com o maior número de registros, com 17 no total. Em seguida está Mangueirinha, com seis.

  • Compartilhe no Facebook

Além dos homicídios, o relatório da Secretaria de Segurança também apresenta o número de latrocínios – roubo seguido de morte – e lesões corporais com resultado morte.

No último ano foram três latrocínios e nenhum caso de lesão corporal na microrregião. Em 2018, a Secretaria contabilizou três casos de roubo seguido de morte e dois de lesões que resultaram em óbitos, todos registrados em Palmas.