Uma equipe de agentes da SEJU (Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos) assumiu a carceragem da Delegacia de Polícia Civil de Palmas, sul do Paraná. Com a alteração, os policiais civis poderão desenvolver suas funções específicas de investigação, deixando de  cuidar também  dos presos.

Chefiados pela delegada, Vera Lucia Tapiê, a equipe é formada por seis agentes que agora são responsáveis pelo atendimento a mais de 90 detentos da cadeia pública da Comarca. Os agentes foram aprovados no Processo Seletivo Simplificado do governo do estado em novembro do ano passado.

Conforme a delegada, com a transferência das responsabilidades das carceragens entre a Seju e a Secretaria de Segurança Pública será necessário readequar e ampliar o espaço físico da Delegacia de Polícia local. Com base nisso, uma reunião foi realizada no dia de ontem com o executivo municipal para que o poder público possa auxiliar nas reformas necessárias.

 “Estamos numa fase de transição ainda, trabalhando de forma conjunta, mas haverá a necessidade de separação do espaço entre o setor administrativo e da polícia judiciária com o setor de carceragem” destacou a delegada.

 Ao Portal RBJ, a delegada Vera também mencionou que a DP enfrenta falta de pessoal uma vez que a carga de trabalhos é extremamente elevada. Citou o exemplo do final de semana quando foram  registrados  onze flagrantes. “ Isso representa um volume maior que todos os flagrantes registrados em toda a área da 5º SDP que abrange delegacias de 15 municípios da região”, justificou Dra. Vera.

Informou que já há sinalização positiva por parte dos mandatários dos municípios de Palmas e Coronel Domingos Soares em auxiliar a Polícia Judiciária da Comarca nesse sentido.