Gelson Leal de Oliveira de 22 Anos agiu em legítima defesa, disse o delegado Vyctor Hugo Guaita Grotti ao RBJ. O entendimento veio após ouvir durante a semana várias pessoas envolvidas na briga que resultou na morte de Aguiar Germiniano de 65 anos.

Grotti relatou que a faca que matou Aguiar durante a briga ocorrida no último domingo (26) bairro São Sebastião do Rocio em Palmas, no sul do Paraná, era dele mesmo. Gelson no dia dos fatos foi até a residência de Aguiar após ter conhecimento que o seu irmão de 10 anos foi ameaçado por ele com uma faca.

Testemunhas relataram que Aguiar puxou a faca e golpeou Gelson pelas costas quando ele saia do local. Mesmo ferido, tomou a faca do agressor e o atingiu por duas vezes.  Gelson foi detido pela Polícia Militar quando recebia atendimento no posto central. Aguiar sofreu lesões gravíssimas, foi internado em estado grave para intervenção cirúrgica, porem não resistiu e veio a óbito.

leia mais:

Briga termina em morte no Rocio em Palmas