Policiais de Joaçaba apreenderam na tarde de ontem(13) próximo do Trevo do Horizonte na divisa dos estado do Paraná e Santa Catarina, entre entre os municípios de Agua Doce, General Carneiro e Palmas, os últimos dois elementos acusados de pertencer a uma quadrilha especializada em roubos a bancos em território catarinense.

A ação de localização do grupo iniciou logo após roubo ao Banco do Brasil na cidade de Salto Veloso, no meio oeste catarinense, na última segunda-feira(11). Além dos acusados Drecian Valmor Machado, João Paulo da Costa, Raul Rodrigo Martins da Silva Braga, Felipe Nunes Ferreira da Cruz e Sergio Carmo, a polícia recuperou aproximadamente R$ 40 mil.

A quadrilha começou a ser desarticulada ainda no dia do roubo quando foi efetuada a prisão do primeiro acusado quando tentava fuga utilizando um veículo Megane. Outros dois integrantes foram detidos quando transitavam pela BR 153 completando o cerco ao bando na tarde de ontem. As equipes policiais encontraram, além do dinheiro levado do banco e de clientes da agência, armas e munições.

Conforme informou a Rádio Catarinense que acompanhou a movimentação policial desde o fato em Salto Veloso, participaram da ação policial o serviço de inteligência da PM (P2) e dos policiais da DIC de Joaçaba. Os carros utilizados no roubo em Salto Veloso, um Monza e um Megane, haviam sido furtados em Blumenau há alguns dias.

ROUBO
Após invadirem a agência, rendendo clientes e funcionários, os bandidos fugiram em GM/Monza, de cor bordô, seguindo sentido à BR-153, divisa com o Paraná pela região de Herciliópolis. A ação dentro da agência foi rápida. Em menos de cinco minutos os meliantes arrebentaram a porta de entrada e levaram o dinheiro dos caixas e dos clientes.De imediato as forças policiais de toda a região foram acionadas e em diligências, localizaram o GM/Monza abandonado em uma estrada no interior de Salto Veloso.

Os agentes receberam a informação de que os ladrões estavam em um Renault/Mégane, de cor prata.Barreiras foram montadas na região da Campina da Alegria e em Água Doce, quando o referido veículo foi abordado na BR-153.Questionado sobre o bando, o motorista do Renault/Mégane, disse que apenas deu carona aos elementos, deixando-os num posto de combustíveis na localidade do Horizonte.

Entretanto, durante revista no interior do automóvel foram encontradas as roupas usadas no momento do roubo e uma lista de ferramentas para a prática do crime. O condutor foi encaminhado à Delegacia de Polícia. Pouco tempo depois, os policias abordaram outros dois homens, que caminhavam às margens da BR-153. Levados até a Delegacia, eles confessaram a participação no roubo. O trio é natural de Navegantes (SC) e já possui uma longa ficha criminal.
.