Uma fuga de presos foi registrada no fim da madrugada desta segunda-feira (07) da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, no sudoeste do Estado. O fato foi comunicado à direção da unidade, por volta das 05h30 da manhã.

De acordo com o diretor da penitenciária, Marcos Andrade, dez detentos conseguiram fugir. Eles estavam na galeria 8, do bloco 2. para obter a liberdade, os fugitivos serraram o “palito” (parte da estrutura da cela de cimento e ferro) e tiveram acesso a cobertura. Em seguida, com uma “Tereza” (corda feita com cobertores) escalaram o muro e concretizaram a fuga.

A Penitenciária conta com sistema de vídeo monitoramento, mas a ação não foi percebida pela guarda, pois os fugitivos saíram pela parte da frente, num local considerado ponto cego, ou seja, as câmeras não conseguem captar nenhuma imagem, explicou Marcos Andrade, em entrevista à Onda Sul FM.

Bloco 2, onde fica a galeria 8. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Bloco 2, onde fica a galeria 8. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

A Polícia Militar foi acionada e faz buscas no entorno da penitenciária e comunidades próximas. Os fugitivos estão vestidos com calças cinzas e camisetas brancas, as quais fazem parte do uniforme. Qualquer informação pode ser prestada diretamente à Polícia Militar através do telefone 190.  O comandante da Rotam, do 21º BPM, Tenente Anderson afirma que o auxílio da comunidade é de fundamental importância para a recaptura dos fugitivos.

O diretor da Penitenciária diz acreditar no trabalho da Polícia Militar e demais órgãos de segurança. “Acionamos os órgãos de segurança e tenho plena confiança no trabalho das policias Militar e Civil, principalmente a Militar que está desde a madrugada empenhada para recapturar os fugitivos. Acredito que em breve todos est6arão de volta, uma vez que o índice de recapturas aqui na região é de 100%”, disse.

Os fugitivos são: Fábio Fernando de Souza (Roubo e homicídio), Charles Adriano Mariano de Lima (Roubo e furto), Rodrigo Sabino da Silva (Roubo e tentativa de roubo), José Vanderlei Ochoa Senkeski (Associação criminosa), Bruno Leandro Guilhermino (Roubo), Julio Cezar de Brittes (Roubo), Gilberto Ribeiro do Prado Ribas (Tráfico e homicídio), Ricardo dos Santos (Furto e tráfico), Fábio dos Passos (Roubo) e Valter Schreiner Filho (Furto).