Aproximadamente 150 policiais realizaram na manhã de hoje(20) em Palmas, sul do Paraná, a Operação 8º Praga, de combate ao tráfico de drogas e a formação de quadrilhas com conexão também nas cidades de Clevelândia e Curitiba. A ação de cumprimento de 27 mandados de buscas e apreensões e 6 de prisões  foi executada por policiais militares da 2º Companhia de Palmas; dos 3º e 21º Batalhões de Pato Branco e Francisco Beltrão; Batalhão da Fronteira e tropa de choque do 6º Batalhão de Cascavel.

Foram apreendidas 10 pessoas em Palmas e duas em Clevelândia e ainda armas, munições e equipamentos eletrônicos de origem duvidosa. Alguns acusados conseguiram fugir quando perceberam a intensa ação policial na cidade. Também foram encontrados R$ 6.000,00 reais provavelmente oriundos do tráfico.

Conforme o coordenador do Serviço de Inteligência do 3º BPM e do Narcodenúncia 181, Capitão Zochi, o trabalho de investigação iniciou há 60 dias quando foi identificada a rota do tráfico, principalmente de cocaína, que saia da região da fronteira seguia para a capital do estado e retornava a Palmas. Daqui a droga era distribuída para usuários locais e de outras cidades do Paraná e do Oeste de Santa Catarina.Conforme Zochi, o esquema tráfico era sustentado por usuários das classes média e alta.

Com base nas investigações, o Ministério Público e Poder Judiciário da Comarca que expediram mandados que foram executados na manhã de hoje. Durante ação desenvolvida  em pontos nos bairros Hípica, Lagoão, Serrinha, Klubege, Alto da Gloria um dos acusados de tráfico, armado tentou reagir à prisão, sendo impedido rapidamente de uma ação contra os policiais.

O comandante do 3BPM, Ten. Coronel Puchetti, informou que o trabalho iniciou às 03h00 da manhã com a reunião de todas as equipes na sede do batalhão em Pato Branco onde foram definidas as ações para o cumprimento dos mandados judiciais. Na sequência se dirigiram à Palmas para a execução dos trabalhos. Destacou que foi uma resposta da polícia à sociedade que tem colaborado com as forças de segurança oferecendo informações que são trabalhadas pelas equipes de inteligência. “Quem tem que passar um Natal tranquilo é a população de bem. Bandidos e traficantes  tem que ir pra cadeia”, destacou o comandante. Um balanço da Operação será divulgado às 10h00 da manhã quando deverão ser divulgados os nomes dos envolvidos.