A Polícia Militar apresenta um balanço da segurança pública no ano de 2014, em Francisco Beltrão. Na comparação com os dados de 2013, a maioria dos crimes diminuiu e isso se deve a uma série de fatores.

De acordo com o Comandante da 1ª Cia, Capitão Pitz, “é preciso ressaltar que o normal é o aumento de ocorrências, porque a cidade vem crescendo e isso atrai mais pessoas, o que pode influenciar no aumento do crime, mas a PM vem capacitando mais policiais e se adequando ao novo cenário”. Um indicador de segurança que diminuiu foi o número de homicídios, que caiu de 16 em 2013, para 13 nesse ano. Os chamados por furtos e roubos também tiveram queda.

As prisões, que são as ações repressivas da PM, representam apenas uma parcela da contribuição para se diminuir os crimes. Ao se comparar com o ano passado se prendeu 32% a mais, totalizando 770 prisões em 2014, contra 585 em 2013. Traficantes presos aumentaram de 61 em 2014, contra 48 traficantes presos em 2013. Um dado que é motivo de orgulho para a corporação foi o número de veículos furtados que posteriormente foram recuperados, dos 127 veículos furtados, 91 deles foram recuperados pelas equipes policiais.

“Acredita-se que os trabalhos preventivos são os que mais colaboraram para melhorar a segurança pública e isso acontece por meio das abordagens, com certeza foram abordadas mais de 30 mil pessoas na cidade. Entre os abordados estão as pessoas de bem, mas também encontramos os traficantes, as armas de fogo, delinquentes com mandados de prisão em aberto”, explica o Capitão Pitz. Essa presença da PM nas ruas aumentou quando a Instituição recebeu o reforço no efetivo com 83 alunos soldados, que diariamente estavam realizando o estágio operacional na cidade, ajudando a melhorar a segurança. Sem contar a cultura de segurança que aumentou nos últimos anos, ou seja, as pessoas vêm tomando medidas para prevenir que suas casas sejam furtadas, seu carro seja arrombado, com atitudes simples como a colocação de grades em janelas e o fato de não deixar objetos de valor expostos nos veículos.

Outros projetos que melhoram a segurança pública são o Vizinhança Solidária, que incentiva os cuidados dos imóveis contando com a colaboração dos vizinhos, as palestras preventivas, blitz de trânsito e etc. “No contexto geral os dados são positivos. Para a polícia e para a cidade isso é um mérito, mas claro que para uma pessoa que viveu alguma situação de crime a sensação de segurança pode não parecer boa”, conclui o Capitão.

Confira na tabela o balanço geral:

Ocorrências de trânsito aumentaram na cidade

Já no que diz respeito ao trânsito, os dados mostram um aumento na maioria das ocorrências, principalmente em acidentes com mortes e feridos. A média de mortos em virtude de acidentes de trânsito aumentou para 72% se compararmos o ano passado com esse ano, passando de dois mortos em 2013, para sete em 2014. Lembrando que essa estatística inclui apenas os acidentes ocorridos na área urbana do município, deixando de fora as rodovias que são responsabilidade da PRE e PRF.

A apreensão de veículos também aumentou, totalizando 1145 carros e 745 motos recolhidas, isso demonstra que os motoristas ainda continuam a repetir infrações graves e não dão atenção necessária aos documentos obrigatórios, que também podem resultar em recolhimento do automóvel.

Devido a manutenção dos altos índices de acidentes de trânsito uma meta para 2015 é intensificar a fiscalização nesse setor. “As mortes continuam a se repetir na cidade e por isso a blitz de trânsito é tão importante”, ressalta o Capitão Pitz.