• Compartilhe no Facebook

Foto: Reprodução

O piloto Gelson Moraes da Silva, 34 anos, morreu após a queda de um helicóptero nesta quinta-feira (15), em Rio Claro, interior do Estado do Rio de Janeiro. Natural de Mangueirinha, ele residia há 15 anos em Palmas.

Ele pilotava a aeronave e estava acompanhado de Lopes Ercílio Daniel, 38 anos, que também faleceu no acidente. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Volta Redonda.

De acordo com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o helicóptero, modelo Robinson R44, fabricado em 2005, havia sido comprada há cerca de um mês e estava com seu Certificado de Verificação Aeronavegabilidade vencido desde 2018, não podendo ser utilizada para voos.

O repórter Fernando Pedrosa, que atua na imprensa da região Sul Fluminense, falou ao Departamento de Jornalismo da Rádio Club/RBJ, que a aeronave sobrevoava a localidade de um distrito de Rio Claro, quando ocorreu a queda. Conforme ele, o tempo estava bastante nublado no momento do acidente.

Relatou ainda que, quando os socorristas chegaram no local, um dos corpos estava preso às ferragens e outro havia sido ejetado da aeronave. Técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) atuam na apuração das causas do acidente, além de averiguar questões que ainda não têm respostas, como a origem e o destino do voo. Ouça no player abaixo: