Os municípios de Laranjeiras do Sul e Pinhão, Centro-Sul do Paraná, poderão ter as suas estruturas policias elevadas. Com a aprovação da Lei 18.662, em dezembro de 2015, as lideranças políticas da região da Cantuquiriguaçu (Associação dos Municípios do Médio Centro Oeste do Paraná) articulam junto ao Governo do Estado a instalação de uma Companhia Independente da Polícia Militar em Laranjeiras do Sul, que abrangerá também os municípios de Nova Laranjeiras, Rio Bonito do Iguaçu, Cantagalo, Virmond, Porto Barreiro, Marquinho, Goioxim, Palmital e Laranjal, com uma população estimada de 110 mil habitantes. O artigo 4º da Lei sancionada em 22 de dezembro, o Governo do Estado está autorizado “a criar, mediante decreto, uma Companhia Independente de Polícia Militar, com sede no Município de Laranjeiras do Sul, responsável pelo policiamento ostensivo e pela preservação da ordem pública.”

O comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Laranjeiras do Sul, Capitão Jakson Aquiles Busnello, responsável pelo levantamento técnico para a implantação da nova estrutura policial, destaca a necessidade da elevação da unidade para Companhia Independente, pela atuação descentralizada da Polícia Militar, com presença mais efetiva, principalmente, nas comunidades e distritos do interior, que causam maior dificuldade no atendimento às ocorrência policiais pela distância das localidades. A estimativa é que com a elevação, a região passará a contar com um efetivo 50% maior, passando dos atuais 180 para mais de 270 policiais.

No último mês, Capitão Busnello anunciou que o município de Pinhão, poderá sediar uma Companhia da Polícia Militar. Os estudos técnicos para a elevação já foram iniciados, além da movimentação política em torno do assunto. A Cantuquiriguaçu iniciou a coleta de assinaturas dos prefeitos da região para encaminhar ao Governo uma moção de apoio pela criação da Companhia.

O documento também deverá ser encaminhado aos deputados estaduais que representam a região, ao Secretário de Segurança Pública, ao Comando Geral da Policia Militar e à secretaria da Casa Civil.