Um crime mobilizou os órgãos de segurança em Barracão, na região de fronteira, na manhã deste domingo (26). A Polícia Militar foi chamada por moradores da comunidade de Linha Campinas, onde o corpo de uma mulher foi encontrado parcialmente carbonizado. A vítima foi identificada como Luciana da Silva Lubucheviski, 25 anos, natural de Barracão.

Junto ao corpo foi encontrada uma bolsa com seus documentos. A Polícia Civil também foi informada e já iniciou diligências para elucidar o crime. Conforme o investigador Jair de Farias, a morte provavelmente ocorreu em outro local e o corpo foi levado até a comunidade e incendiado. Há também sinais de que a vítima sofreu abuso sexual.

Um morador prestou algumas informações importantes à polícia. Jorge Lovatto Machado relatou que passou próximo do local no sábado à noite em companhia de sua esposa e viu algo queimando, mas não foi conferir. “Fui na vizinha e vi aquele fogo, era umas 08h20, até falei pra mulher que devia ser os meninos que costumam fazer isso. Quando voltamos pra casa já era 11h20 e não tinha mais nada, daí nem dei bola, ai agora de manhã me contaram que tinha uma mulher queimada”, contou.

A cena do crime foi isolada para trabalho da Criminalística e IML. De acordo com o perito Edson de Jesus, Luciana foi atingida nas costas a golpes de faca e também pode ter sido vítima de violência sexual. Ainda foram observados alguns ferimentos nas mãos, sinal que a vítima tentou se defender do autor do crime.