Três policiais militares da 2º Cia de Palmas, Sul do Paraná, foram denunciados por frequentar boates da cidade durante o expediente utilizando-se da viatura oficial. A denúncia foi formalizada pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca, nesta terça-feira(28).  Os fatores ocorreram em 2014.

A Ação Civil Publica por ato de improbidade administrativa ocorreu com informações de investigação realizada através de sistema de monitoramento. O MP-PR constatou que diversas paradas ocorreram numa boate, em horário de expediente, e sem que houvesse qualquer pedido de fiscalização no local ou registro dos atendimentos em boletins de ocorrências. Além disso, segundo depoimentos de pessoas que trabalham no local, durante as visitas, os policiais forneciam informações privilegiadas sobre uma investigação criminal em curso no local em troca de programas sexuais.

Na ação, a Promotoria de Justiça requer a condenação dos requeridos às penas da Lei de Improbidade Administrativa, como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa, entre outras.