O policial civil e ex-vereador de Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina, Lucas Sernajoto, preso desde o dia 19 de abril, participou de audiência no Fórum da Comarca nesta quinta-feira (30).

+ Poder Judiciário de Abelardo Luz decreta prisão de policial/vereador

+ Policial civil preso renuncia ao cargo de vereador em Abelardo Luz

Em entrevista ao repórter Moacir Chaves, o Promotor de Justiça, Christofer Augusto Danielski, explicou que a audiência serviu para levantar os fatos e obter elementos sobre os acontecimentos envolvendo o ex-vereador. Informou que uma nova audiência está marcada para a próxima semana, quando será concluída a fase instrutória. Conforme o promotor, 16 testemunhas foram ouvidas.

O advogado de defesa, Miguel Luby, avalia que a situação é difícil, mas “plausível em virtude da condição” de seu cliente, apontando problemas com alcoolismo e tratamento de saúde, que se desencadeou em “um surto psicótico”.

O defensor analisa, em seu entendimento, que na maior parte dos fatos, Sernajoto deverá ser absolvido, reafirmando a condição psicológica de seu cliente, que trata-se de “uma pessoa doente, que merece tratamento e não cadeia”.

Outro integrante da defesa, Daniel de Cesaro, informou que na próxima semana, na audiência de instrução, será pleiteada a revogação da prisão preventiva.

Após a audiência, Sernajoto foi encaminhado novamente ao Presídio Regional de Xanxerê.