Os órgãos do jovem Jonas Padilha Oliveira, 18 anos, que morreu no final da tarde desta segunda-feira (17) no hospital em Pato Branco, sudoeste do Paraná, após passar 10 dias internado na UTI, serão transplantados hoje (18).  “Meu conforto é saber que toda essa dor, trará vida a alguém”, disse a mãe, Jurema Oliveira.

Jonas foi espancado na saída de uma danceteria na manhã do último dia 09. Ele e um amigo foram obrigados a entrarem em um Fiat Pálio, de cor cinza e não foram vistos mais. Segundo os familiares noticias do rapaz chegam somente na manhã de segunda-feira, dia 10, através do hospital.

10501700_1533208763585074_6508592463610692575_n
  • Compartilhe no Facebook

Ele e o amigo, João Gabriel foram socorridos pelo Samu, abandonados na estrada rural de acesso a terra Indígena Kaigangs, a alguns quilômetros da cidade. Os dois foram espancados e apedrejados. Devido à gravidade em que Jonas se encontrava ele foi transferido a UTI em Pato Branco, porem não resistiu aos ferimentos.

Informações de possíveis autores foram repassadas ao setor de investigação na DP de Palmas, sul do Paraná, por familiares, durante a confecção do boletim de ocorrência.

 Com exclusividade o pai e mãe do jovem falam sobre a morte do filho; Ouça o áudio