Foi publicado no Diário da Justiça, edição de 17 de dezembro de 2014, mais duas condenações impostas ao ex-prefeito de Realeza, Eduardo Gaievski.

No primeiro processo, o Juiz Cristian Reny Gonçalves, julgou procedente o pedido formulado pela denúncia e condenou Gaievski a pena privativa de liberdade em 7 anos e 6 meses em regime semi-aberto.

No segundo processo, o réu foi condenado há 12 anos em regime inicial fechado. As condenações referem-se aos crimes praticados pelo político enquanto ocupava o cargo de prefeito de Realeza.

Segundo acusação, ainda restam 14 processos a serem julgados. Até agora Gaievski já foi condenado há 52 anos e 7 meses. O advogado de acusação é Natalício Farias, da cidade de Realeza, e na defesa Samir Mattar Assad, de Curitiba.