Aparelhos de telefone celulares, drogas e outros objetos foram apreendidos na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, no Sudoeste do Estado, durante operação realizada na tarde desta quarta-feira (9). A fiscalização, realizada por Agentes Penitenciários, contou ainda com apoio do NOC (Núcleo de Operações com Cães), da Polícia Civil do Paraná. Para isso, foram usados os cães farejadores Faro e Kiron, especializados na busca de armas e drogas.

  • Compartilhe no Facebook

Droga e objeto foram encontrados no armário de um funcionário terceirizado da PEFB. Foto de divulgação

A operação começou no canteiro de obras dos apenados, onde também atuam funcionários de uma empresa terceirizada. No armário de um deles, o cão Kiron indicou a presença de drogas. O local foi arrombado, sendo encontrado um tablete de maconha, de 150 gramas, e dois aparelhos de celular.

O responsável pelo armário, de 28 anos, foi identificado e num segundo cômodo, foi encontrada sua carteira e uma bateria de celular. Já no canteiro de obras, o cão Kiron encontrou um pedaço de pano, que acondicionava uma serra de cortar ferro. A ferramenta, segundo a polícia, era usada para fracionar a droga e distribui-la aos detentos.

O suspeito assumiu a propriedade da droga, dos celulares e das baterias, bem como alegou que iria repassar tais objetos e a droga aos detentos da Penitenciária. Por conta da confissão, a polícia também fez buscas no carro do suspeito, sendo que o cão acusou a presença de droga no porta luvas, porém nada foi encontrado. Questionado, o suspeito contou que teria transportado à maconha no compartimento, onde foram encontrados mais um aparelho celular e mais quatro baterias novas de celulares.

A ocorrência foi encaminhada à Subdivisão Policial de Francisco Beltrão.