Será realizada hoje(15), às 19h30, no Salão Nobre do CPEA, em Palmas, sul do Paraná, a Audiência Pública para discutir a Segurança Pública no município. A iniciativa é do Ministério Público da Comarca e servirá de  embasamento para  possíveis ações do órgão, visando resolução dos problemas, principalmente na estrutura da Polícia Civil local.

Atualmente o quadro funcional da  DP local, que abrange os municípios de Palmas e Coronel Domingos Soares,  com mais de 50 mil habitantes,  conta com apenas 2 investigadores; dois escrivães e a delegada, que são auxiliados por estagiários, para dar andamento a aproximadamente 900 inquéritos  e todos os demais serviços prestados pela Instituição. Outra situação constatada  diz respeito a viaturas, sendo que das quatro existentes, nenhuma oferece qualquer condição de trabalho para a polícia local, pelo estado de precariedade que se encontram.

O veículo mais novo é  um gol descaracterizado do ano de 2007  e que já está com 188 mil quilômetros.  Uma Parati, ano 2004, está com 274 mil quilômetros. Uma camionete Nissan Frontier  e uma outra Parati, ambos com aproximadamente 10 anos de uso, ultrapassaram  os 170 mil quiômetros e estão enconstados.

 Além da necessidade  de estrutura para eficiência dos serviços, há ainda a situação da carceragem onde estão mais de 100 detentos, sendo que a capacidade é para 60.

 Conforme a promotora, Caroline Chiamulera, é fundamental que a população compareça em grande número no ato público, como forma de legitimar todo o processo de se apresentar as demandas existentes no campo da segurança publica. “ É importante que a população lote o Salão Nobre do CPEA, para que façamos realmente uma grande mobilização no  sentido de buscar melhores condições de trabalho, especificamente para a  Delegacia de Polícia”, destacou a Promotora.