Um bárbaro crime na manhã dessa quinta-feira (09) quebrou o ritmo de tranquilidade que viviam os 45 mil habitantes de Palmas, sul do Paraná, há vários meses sem ocorrências policiais de maior gravidade. O ritmo do cotidiano palmense foi interrompido por Wanderlei de Lima, 33, que matou a golpes de faca seus três filhos menores, de 02, 03, 09 anos idade. O crime ocorreu por volta das 09h00 da manhã no Bairro Eldorado, na estrada velha Palmas a Clevelândia, sudoeste do Paraná.

O criminoso, já com histórico de agressões aos menores, pegou as crianças que estavam na casa da avó materna, Maria Santos da Luz, e os levou até as proximidades onde há uma plantação de pinus e utilizando-se de uma faca matou um a um.

O menino Carlos Rian dos Santos Lima, 09, foi atingindo no pescoço, e  teve ainda vários ferimentos pelo corpo, após tentar impedir a ação do próprio pai  contra suas irmãs. Já Ketelin dos Santos Lima, 03 e Mirela Aparecida dos Santos Lima, 02, foram golpeadas na região do peito. As crianças morreram no local.

Após, Wanderlei, ligou para 190 da 2º Companhia da Polícia Militar de Palmas e relatou ao serviço de COPOM que havia matado os filhos e iria se suicidar. De imediato foram mobilizadas as equipes de RPA, ROTAM, Canil, P2, bem como Policiais Civis, Corpo de Bombeiros, SAMU 192 que se  dirigiram  para a região do Eldorado, constatado a presença dos três pequenos corpos.

Logo adiante o criminoso foi encontrado ferido pela sua tentativa de suicídio e detido por moradores da região, que se mostravam revoltados. Wanderlei foi detido pelos Policiais e encaminhado ao PAM (Pronto Atendimento Municipal) para ser medicado por conta dos  ferimentos em várias parte do corpo, provocados por arma branca, na tentativa de suicídio.  Detido foi encaminhado, por alguns minutos para a Delegacia de Polícia de Palmas e na sequência, por medida de segurança foi  transferido para carceragem da 5º SDP em Pato Branco.

O repórter da Rádio Club AM, Alencar Pereira, indagou o assassino dos motivos que o levaram a cometer o crime. Se dizendo arrependido, relatou que as crianças estavam passando necessidades. “A gente estava sofrendo muito, estava muito sofrida nossa vida”, disse chorando o criminoso. Falou ao repórter não que não se lembrava do momento do crime, mas contou que as crianças choravam quando perceberam que iriam morrer.

A mãe das crianças, Ezeli Aparecida dos Santos, contou ao repórter que o casal estava separado há dois meses e o homem residia na casa da família até que uma das filhas  passasse por uma cirurgia, que deveria ocorrer amanhã(10). Ela negou que as crianças passavam necessidade e quem trabalhava para o sustento dos mesmos  era ela.

 Contou ainda que Wanderlei pode ter matado os filhos pelo fim do relacionamento conjugal e ciúme, uma vez que ela já que estava se relacionando com outra pessoa. “Ele já tinha me ameaçado. O que as crianças tinham feito. Os próprios filhos dele?” indagou em desespero.  A mãe contou que viu os filhinhos na noite de ontem (08) após deixar a casa para ir dormir na casa de um irmão. Revelou que seu ex-marido era usuário de álcool e drogas e que acabou o casamento por esse motivo.

Os corpos das crianças foram encaminhados para o IML( Instituto Médico Legal) de Palmas após ter sido feito o trabalho levantamento da Polícia Científica, de Francisco Beltrão.

Ouça todos os relatos colhidos  pelo repórter Alencar Pereira na manhã dessa quinta-feira e levados ao ar com exclusividade pela Rádio Club AM 1050.