Dois mortos e cinco presos em Renascença. Esse foi o resultado de uma ação da Polícia Militar para prevenir arrombamentos e furtos em agências bancárias. O bando havia arrombado o Posto de Atendimento do Banco do Brasil (PAB), que fica em anexo a prefeitura,por volta das 02h15 da madrugada deste sábado (02), quando foi surpreendido por policiais militares da Rotam e do Serviço Reservado (P2), dos Batalhões de Francisco Beltrão e Pato Branco.

Ao receber voz de prisão, os bandidos reagiram atirando contra os policiais que revidaram. A ação resultou na morte de duas pessoas e outras duas ficaram feridas e foram socorridas pelo Siate. Os demais integrantes da quadrilha foram presos e encaminhados a Delegacia da Polícia Civil, em Marmeleiro.

Os dois assaltantes mortos no confronto foram identificados como Antonio Marcos Linhares, 34 anos, natural de Francisco Beltrão, e Deidid Eduardo pereira, 24 anos, morador em Joinville (SC). Os três preso no local são os irmãos Zico Camargo dos Santos, 28 anos, Diolor Camargo dos Santos, 38 anos, e Ari José Sadoski, 34 anos, todos de Joinville (SC).

Os dois que estão hospitalizados foram identificados como Vilmar Soares da Silva, 28 anos, e Edson Claudio Linhares de Camargo, 27 anos. Segundo informações ambos não correm risco de morte e permanecem sob custódia da polícia. Edson e Antonio são naturais de Francisco Beltrão, mas estariam residindo no interior de Mannfrinópolis. Os corpos das duas vítimas foram recolhidos ao IML após liberação da Criminalística que periciou o local.

O grupo estava com dois veículos, uma Astra com placa de Coronel Domingos Soares,furtado, e um Fiat Strada com placa de Araguari (SC), onde seria carregado o cofre do banco. Durante a troca de tiros vários disparos atingiram um prédio público onde os policiais se abrigaram e veículos de propriedade da prefeitura, que estavam na garagem.

Um dos presos portava a quantia de R$ 8.940,00 (oito mil novecentos e quarenta reais) que, segundo ele, foi furtado na unidade do Banco do Brasil em Manfrinópolis, arrombada na madrugada de quinta-feira (31). Ainda com o bando foi apreendida uma espingarda calibre 12 e dois revólveres calibre 38.

De acordo com o Tenente Marcelo Pereira, comandante do Serviço Reservado, a quadrilha é suspeita pela prática de vários arrombamentos e furtos em agências bancárias da região Sudoeste do Paraná e no Estado de Santa Catarina. Há meses o Serviço Reservado monitorava a ação do bando, mas nunca conseguia concretizar a prisão, devido à ação rápida.