Em Guarapuava, Centro-Sul do estado, um advogado foi preso nesta quarta-feira, 19 de junho, acusado dos crimes de estelionato e fraude processual. O Ministério Público do Paraná, por meio da 10ª Promotoria de Justiça da comarca, sustenta que ele é responsável por falsificar contratos para se apropriar de forma indevida de valores de clientes, aumentando seus honorários advocatícios.

No parecer que ampara o pedido de prisão, anexo à denúncia, o MP/PR destaca que o acusado viola o código de ética da profissão, “trazendo descrédito à honorável classe advocatícia.”

Outros processos 

O advogado preso já teve duas condenações na esfera estadual por apropriação indébita e extorsão e uma na Justiça Federal (por uso de documento falso, falsificação de documento público e estelionato). Além disso, é investigado em 16 inquéritos policiais e reponde a cinco ações penais propostas pelo MP/PR por estelionato e apropriação indébita.

Fonte: Assessoria Ministério Público