Uma ação da Polícia Militar entre  a noite de quinta-feira (11) e madrugada desta sexta-feira (12), envolvendo o Setor de Inteligência (P2) da Companhia de Dois Vizinhos e as equipes de Rádio Patrulha de Nova Prata do Iguaçu e Salto do Lontra, no sudoeste, resultou na prisão de três homens envolvidos em arrombamentos e explosões de agência bancárias na região.

As prisões ocorreram em Nova Prata do Iguaçu onde foi abordado um Ford Fusion, com placas de Campinas (SP). No carro estavam os suspeitos Valtuir Borges da Silva, 23 anos, Gilvan Carlos Santos de Jesus, 34 anos, e Vinicius Rodrigo da Silva, 25 anos. Os três estavam retornado da região oeste do Estado onde teriam, segundo investigações, participado do arrombamento de uma unidade do Sicoob na madrugada de quarta-feira (10).

No carro, a polícia encontrou roupas, inclusive algumas usadas pelos acusados durante os arrombamentos como mostram imagens obtidas pela polícia, e a quantia de R$ 3.714,00, dinheiro furtado no Sicoob de Vera Cruz do Oeste. O trio também é acusado de duas tentativas de arrombamento no Bradesco de Cruzeiro do Iguaçu, a última na madrugada de terça-feira (09). Também tentaram furtar no Bradesco de São Jorge D´Oeste, mas o explosivo não detonou.

No mês de novembro, o mesmo grupo arrombou e explodiu o Sicoob de Boa Esperança do Iguaçu. A carga de dinamite colocada no local foi suficiente para danificar a agência inteira.  Na ocasião, uma quantia razoável levada. Desde que a quadrilha agiu pela primeira vez em Cruzeiro do Iguaçu a cerca de 90 dias, a polícia começou as investigações e passou a acompanhar a movimentação da quadrilha que, além dos presos nesta sexta-feira, tem outros integrantes.

Conforme o Sargento Perez, que comanda o Pelotão da PM em Salto do Lontra, o trabalho investigativo da Polícia Militar somado ao das equipes que estão diuturnamente nas ruas das cidades e as denúncias da população é que proporcionam  um trabalho com êxito, a exemplo dessa ação que resultou na prisão dessas pessoas. Segundo ele, o Serviço Reservado consegue muitas informações através de denúncias, as quais são todas filtradas e havendo necessidade começam a ser apuradas uma a uma com apoio da Polícia Civil, Polícia Federal, Ministério Público e Poder Judiciário. ” A soma de esforços em prol do bem comum da população”, frisou.

Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Salto do Lontra para prestar depoimento. Conforme o delegado de Dois Vizinhos, que trabalhou no caso junto com a Polícia Militar, os três foram autuados pelos crimes de formação de quadrilha, receptação e furto qualificado. Ele lembra que outras pessoas estão envolvidas e também passam a ser investigadas pela polícia.

Além disso, outro veículo estaria sendo usado pela quadrilha, possivelmente um Santana. Um dos acusados, Gilvan, tinha residências na Bahia e em São Paulo. Valtuir é de Dois Vizinhos e Vinicius dividia a estadia entre Dois Vizinhos e São Paulo. Conforme a polícia, Gilvan tem antecedentes criminais na Bahia pelo crime de roubo.

Fotos: Polícia Militar/ Evandro Carlos Artuzi