José Gubmeyer Filho, 35 anos.
  • Compartilhe no Facebook

José Gubmeyer Filho, 35 anos.

A Polícia Civil de Francisco Beltrão, após quatro meses de investigações e diligências, prendeu na noite desta segunda-feira (23), o acusado pelo assassinato do morador de rua José Gubmeyer Filho, 35 anos, conhecido popularmente como “Parangolé”. O crime foi registrado na madrugada do dia 21 de agosto, quando José foi agredido e ainda teve o corpo incendiado. O acusado, Anderson Henrique Vidal Canova, 21 anos, foi localizado e preso em Florianópolis (SC).

A prisão foi feita pelo delegado chefe da 19ª SDP, Valderez Scalco, com apoio do investigador Oliveira (19ª SDP) e de Policiais Civis do Deic – Departamento de Investigações Criminais, da Polícia Civil de Santa Catarina. Anderson foi encaminhado à sede do Deic e confessou o crime. Contou durante interrogatório que agrediu José Gubmeyer com peiver causando ferimentos na cabeça e posteriormente ateou fogo, utilizando um litro de álcool, enquanto a vítima ainda estava viva. Depois permaneceu escondido até o final da tarde, quando fugiu para Santa Catarina.

José foi ferida com um peiver e teve o corpo incendiado. Foto: Arquivo
  • Compartilhe no Facebook

José foi ferida com um peiver e teve o corpo incendiado. Foto: Arquivo

Conforme o delegado Scalco, a elucidação do crime faz parte de um trabalho bastante intenso de investigação que envolveu toda equipe da 19ª SDP, que não mediu esforços para apurar todos os detalhes do fato. Dessa forma foi possível chegar até o acusado, que agora vai responder pelo crime perante a justiça. Scalco ressalta que o crime comoveu toda sociedade de Francisco Beltrão por se tratar, sem dúvida, de um crime hediondo pelo modo como foi praticado.

Anderson Henrique será recambiado nesta terça-feira (24) para  a carceragem temporária da 19ª SDP. Com a prisão, a polícia vai concluir o inquérito policial e posteriormente fará o encaminhamento ao Ministério Público e Poder Judiciário.