A Polícia Militar da 2ª Cia de Palmas, Sul do Paraná, registrou 1.965 boletins de ocorrências no primeiro trimestre deste ano, nos cinco municípios de sua área de abrangência. No mesmo período foram apreendidas 51 armas de fogo.

  • Compartilhe no Facebook

Os dados foram divulgados pelo Comandante, Capitão Guido Benjamim, durante o programa Pauta Dinâmica da Rádio Club, nesta segunda-feira (01). Do total, em 1.390 ocorrências foram constatados ilícitos. Em Palmas foram 819 registros; Clevelândia, 368; Mangueirinha, 339; Mariópolis, 295 e Coronel Domingos Soares, 144. Conforme o comandante, os furtos contribuíram para o aumento das ocorrências neste início de ano, segundo das perturbações de sossego, ameaças e violência doméstica.

Foram detidas 219 pessoas, sendo 122 em Palmas; 39 em Mangueirinha; 31 em Clevelândia; 16 em Mangueirinha e 11 em Coronel Domingos Soares.

Outro dado preocupante, na avaliação do comandante, é o elevando número de furtos de veículos, 57 nos cinco municípios. Do total, 49 foram recuperados. Pontuou que 90% dos carros são de fabricação entre 97 e 2003. Os veículos alvos são da marca Volkswagen, especialmente Gol e Santana. Disse que a preferência por estes é para a retirada de peças e componentes. Já os veículos mais novos e de maior valor são utilizados para a prática de roubos, especialmente as caminhonetes.

Outro demonstrativo é relacionado às apreensões de armas. Foram 51 nos cinco municípios. Conforme Cap. Benjamim, o município de Palmas é o quarto em apreensões entre as regiões Sudoeste e Oeste do Paraná, ficando atrás de cidades como Foz do Iguaçu, Cascavel e Toledo. “A apreensão de armas ilícitas é nosso foco”, disse o comandante. Citou dados da ONU que para cada arma apreendida estão salvas quatro vidas, por isso a preocupação da Polícia Militar em retirá-las de circulação pois potencializam diversos tipos de crimes.