Na semana passada o Governo Federal autorizou os estados e municípios a expandir a campanha nacional de imunização contra gripe. Além dos grupos prioritários, todas as pessoas têm direito a vacina. Mas no Paraná, essa medida não foi autorizada pelo Secretário Estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.

A orientação repassada aos municípios é que continuem vacinando apenas quem faz parte dos grupos, sendo as gestantes; mulheres que tenham realizado parto há menos de 45 dias; idosos maiores de 60 anos; doentes crônicos; profissionais de saúde; indígenas; professores em atividade e pessoas com privação de liberdade.

Segundo a Secretária de Saúde de Francisco Beltrão, Aline Biezus, “Temos uma nota técnica que vem do estado. No Paraná está priorizando o atendimento para os grupos prioritários. Até sexta feira temos que vacinar as pessoas desses grupos. Depois se sobrar doses e o estado liberar, a gente vai abrir para a população.”

Dados divulgados pela secretaria municipal de saúde destaca que a meta geral dos grupos prioritários foram atingidos, com índice de 95,2%. A cidade ainda tem problemas para vacinar as gestantes e crianças. Desde o começo da campanha os índices têm sido baixos. Até o momento foram vacinadas 64,1%, das crianças com até quatro anos e as gestantes, índice de 79,22%.

“Lembramos que o nosso estoque de vacina no município de é de 1.300 doses. Mesmo que a gente abra para todos só temos esse quantitativo. Então temos que atingir a meta das crianças e gestantes, se sobrar disponibilizar para a população”. Salienta Aline.