Neste momento, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) Sudoeste está precisando de mais 15 médicos para se somar aos 40 atuantes e completar as escalas de plantão nas dez bases descentralizadas. Por isso, mais um processo seletivo está aberto pelo Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgências do Sudoeste do Paraná (Ciruspar) para contratar médicos que possam atuar no Samu, sendo dez vagas para Pato Branco, quatro para Chopinzinho e uma para Realeza. A contratação é para plantão de 12 horas, com salário de R$ 4.265,20. O edital 004/2013 abrindo o processo seletivo simplificado foi publicado no Diário do Sudoeste deste sábado (11). Os pré-requisitos são ter Graduação em Medicina + registro no órgão de classe.

O novo edital considera o não preenchimento das vagas relativas aos cargos de Médico Regulador/ Intervencionista através do concurso público n° 01/2012, bem como dos dez processos seletivos simplificados abertos anteriormente (n° 01/2012, 02/2012, 03/2012, 04/2012 e 05/2012, 06/2012, 07/2012, 01/2013, 02/2013 e 03/2013).

Há a urgência no fechamento da escala do serviço e a contratação temporária de Médico Regulador/Intervencionista e cadastro de reserva vem pelo prazo determinado de 6 meses, prorrogáveis por mais seis meses, ou até que as vagas sejam preenchidas através da realização de novo concurso público, (o que ocorrer primeiro).

As inscrições deverão ser feitas na sede do Ciruspar, localizada na Rua Assis Brasil, 622, Bairro Vila Isabel, em Pato Branco, até as 17h30 do dia 24/05/2013, ou através do envio de e-mail com a documentação exigida digitalizada, para o seguinte endereço eletrônico: [email protected], até as 23h59 do dia 24 de maio. O resultado será divulgado no jornal Diário do Sudoeste, no dia 28.

Funções do médico intervencionista e regulador

O médico intervencionista/regulador deve exercer a regulação médica pré-hospitalar e inter hospitalar; conhecer a rede de serviços da região; manter uma visão global e permanentemente atualizada dos meios disponíveis para o atendimento pré-hospitalar e das portas de urgência, checando periodicamente sua capacidade operacional; recepção dos chamados de auxílio, análise da demanda, classificação em prioridades de atendimento, seleção de meios para atendimento (melhor resposta), acompanhamento do atendimento local, determinação do local de destino do paciente, orientação telefônica; manter contato diário com os serviços médicos de emergência integrados ao sistema; prestar assistência direta aos pacientes nas ambulâncias, quando indicado, realizando os atos médicos possíveis e necessários ao nível pré-hospitalar nas unidades fixas ou móveis da área de abrangência do serviço, exercer o controle operacional da equipe assistencial; fazer controle de qualidade do serviço nos aspectos inerentes à sua profissão; avaliar o desempenho da equipe e subsidiar os responsáveis pelo programa de educação continuada do serviço; obedecer às normas técnicas vigentes no serviço; preencher os documentos inerentes à atividade do médico regulador e de assistência pré-hospitalar; garantir a continuidade da atenção médica ao paciente grave, até a sua recepção por outro médico nos serviços de urgência; obedecer ao Código de Ética Médica. Participar obrigatoriamente dos cursos de treinamento e aperfeiçoamento (re-certificação periódica).