Os profissionais de saúde, além de médicos e enfermeiros de Francisco Beltrão vão participar de um curso de capacitação voltada ao enfrentamento do vírus Ebola, mesmo que não exista nenhum caso suspeito no Brasil, porém é o que determina a Organização Mundial de Saúde que está em estado de emergência mundial.

As orientações serão feitas pelo setor de Vigilância em saúde da Secretaria Municipal de Francisco Beltrão, proporcionando a condição de identificar e como agir se por ventura identificarem algum caso da doença.

O Ebola é um vírus que provoca febre hemorrágica, é altamente infeccioso e classificado como uma zoonose, uma vez que seu ciclo se desenvolve em animais. Países da África já tiveram surtos da doença por pelo menos três vezes e neste ano registra casos em Guiné, Serra Leoa, Libéria e Nigéria. O vírus é transmitido através do sangue e de fluidos corporais e, por ser altamente resistente, chega a matar 90% dos infectados, segundo a organização Médicos Sem Fronteiras.

As orientações serão repassadas pelo médico infectologista, Valdir Spada, que vai falar sobre o protocolo de vigilância e manejo dos casos suspeitos e a enfermeira, Fabiane Lara da Rocha sobre o fluxograma de atendimento.