A prefeitura de Clevelândia decretou situação de emergência por risco de epidemia de dengue no município. O decreto, assinado pelo prefeito Ademir Gheller, foi publicado nesta quinta-feira (19), em Diário Oficial.

Pontua o Executivo, que o Brasil ainda enfrenta um verdadeiro estado de calamidade pública, em razão do altíssimo índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, o que se evidencia com o atual estado de alerta epidêmico que se encontra o Estado do Paraná, e o município se encontra com risco para uma epidemia de dengue. Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, Clevelândia tem dois casos notificados, sendo um confirmado de dengue.

A prefeitura se baseia também nesses números para o decreto, ressaltando que a situação exige atenção especial. Considera ainda que o combate ao Aedes Aegypti, só terá sucesso se houver parceria entre o Poder Público e todos os proprietários comerciais, residenciais, de lotes e terrenos baldios.

De acordo com o decreto, a Secretaria Municipal de Saúde poderá autorizar, quando necessário, a entrada de agentes de combate a endemias e servidores municipais designados em casas fechadas ou abandonadas, especialmente aquelas propriedades que ao serem convocados para abrir seus imóveis e permitir acesso a todas as dependências, não atenderem tal solicitação. Em determinadas situações, os servidores poderão solicitar apoio de autoridades policiais.

Para a efetivação do Programa Municipal de Combate a Dengue, a Secretaria Municipal de Saúde poderá realizar a contratação temporária de pessoal, desde que justificada e com a finalidade de atender às atividades do programa.