A prefeitura de Água Doce, Oeste de Santa Catarina, em nota divulgada nesta segunda-feira (19), confirmou a morte de uma criança por meningite meningocócica.

Nos dias 14 e 15 deste mês foram registrados dois óbitos de crianças residentes no município com suspeita de meningite/doença meningocócica. Após análises laboratoriais, um dos casos foi descartado, não sendo meningite a causa do óbito. Porém, o outro foi confirmado como positivo para meningite bacteriana.

Segundo o poder público, a equipe de vigilância em saúde adotou medidas de monitoramento e orientações, realizando ações de controle dos contatos próximos à criança. Pelo fato dela ter frequentado o Centro de Educação Infantil (CEI) Estrelinha Azul, foram realizadas todas as medidas de prevenção e controle com a desinfecção total do espaço interno e externo da unidade educacional. A Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina e pela Vigilância Epidemiológica de Água Doce seguem acompanhando o caso.

A Meningite é uma inflamação das meninges, membranas que protegem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por vírus, fungos, bactérias, protozoários e também por agentes não infecciosos. As meningites causadas por bactérias são muito graves e, se não forem tratadas a tempo, podem deixar sequelas graves e até levar à morte.

Em geral a transmissão acontece pelo contato de pessoa a pessoa, por meio de secreções nasofaringe e contato próximo prolongado. É importante ressaltar que o compartilhamento de objetos pessoais, encontros casuais, convivência por curto período de tempo não configuram fatores de risco para a transmissão da Meningite. Os principais sintomas são dor de cabeça intensa, febre, manchas vermelhas pelo corpo, vômito e rigidez de nuca.