Um macaco da espécie Alouatta guariba clamitans (bugio ruivo) foi encontrado morto, na região da Vila Zulmira, em União da Vitória, na manhã desta segunda-feira (12). O animal, considerado jovem, entre 2 e 3 anos de idade, estava em uma árvore próximo à PR-447 e não havia sinais aparentes de choque elétrico.

  • Compartilhe no Facebook

Foto: Vvale.com.br

O bugio deve ter morrido há pelo menos cinco dias, por isso não foi possível detectar o sexo nem coletar amostras, devido ao seu estado de putrefação. Outro caso de morte de bugio aconteceu em São Mateus do Sul, no dia (08) de agosto. O animal foi encontrado morto na localidade de Anta Ruiva, sua morte está sendo investigada com suspeita de Febre Amarela. De acordo com a Secretaria de Saúde, o aparecimento do bugio morto é um sinal de alerta contra a doença.

A Febre Amarela é uma das doenças que podem ser transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, assim como a Dengue, a Chikungunya e a Zika. Os macacos são vítimas da doença assim como os humanos, e o aparecimento de macacos mortos serve de alerta, pois significa que podem ter sido picados por mosquitos infectados e contraído a doença.

A Secretaria de Saúde do Estado do Paraná lembra que os macacos não transmitem o vírus, e são como os humanos, vítimas, e que indicam a circulação do vírus. A febre amarela é transmitida pelo mosquito contaminado com o vírus, que pica humanos e macacos.  Ao encontrar um macaco morto, é recomendado que se comunique a Secretaria de Saúde do município para que seja iniciada a investigação.

Fonte: Vvale.com.br