juliana andrade
  • Compartilhe no Facebook

Arquivo Pessoal (Facebook)

Durante nove meses, a funcionária Juliana Andrade, era a responsável pelo Pronto Atendimento 24 horas, em Francisco Beltrão, cargo de confiança, ocupado por ter sido companheira na eleição do prefeito Cantelmo Neto. Ela disse que é formada na área de educação, mas afirmou que aceitou em comandar a parte administrativa da estrutura de saúde municipal, pelo desafio.

Em entrevista exclusiva à Onda Sul Fm, Juliana afirmou que, há dez dias, foi ao gabinete da secretária de saúde, Rose Mari Guarda apresentar problemas e melhorias necessárias no 24 horas, quando foi expulsa da sala e imediatamente retirada do cargo que ocupava.

Juliana disse ainda que foram feitas vistorias pela Vigilância em Saúde, no 24 horas, em dezembro do ano passado, e o relatório mostrou que o local apresenta irregularidades na estrutura física, de equipamentos, com medicamentos vencidos, falta de materiais básicos e oferecendo risco à população. “A Vigilância inclusive sugeriu a interdição do local”, afirmou Juliana.

Todos os quesitos abordados na entrevista concedida por Juliana são amparados por fotos, cópias de documentos e protocolados na prefeitura, mas que não foram atendidos pela secretária Rose. Por isso, Juliana encaminhou toda a documentação para o Ministério Público, Câmara de Vereadores de Francisco Beltrão e Prefeitura Municipal.

Prefeitura

Em resposta às acusações feitas pela ex-funcionária da prefeitura, a diretora da secretaria de saúde, Dalva Zago concedeu entrevista à Onda Sul para explicar todo os pontos da denúncia e convidou a imprensa e a população para conferirem in loco a situação do 24 horas.

Confira as entrevistas nos Links abaixo: