A Secretaria de Saúde de Palmas se pronunciou nesta quinta-feira (19) sobre o registro do 6º óbito em decorrência da Covid-19. A vítima era uma idosa de 79 anos, que estava hospitalizada.

O secretário municipal, Flavio Posseti, comentou sobre esse novo registro, salientando a necessidade de a população entender a gravidade da pandemia, principalmente diante dos novos casos registrados no município. “O controle da Covid depende da consciência e da empatia, o que não está havendo em Palmas”, considerou, citando a promoção de festividades e eventos com número significativo de pessoas, além da falta de cuidados básicos, como uso de máscara.

Ele manifestou ainda preocupação com a disponibilidade de leitos hospitalares em nível regional, destacando que em Palmas, a unidade hospitalar tem mantido lotação acima de 60%.

O gestor também falou sobre a reunião realizada durante a manhã, entre secretários, Associação dos Municípios do Sudoeste e Ministério Público, onde foram discutidas novas estratégias para o enfrentamento da pandemia. Ouça no player abaixo:

O internamento de jovens e o afastamento de profissionais da saúde por conta da Covid-19 também são situações que preocupam a Secretaria de Saúde de Palmas. O médico Rafael Neckel, que atua no ambulatório da unidade de saúde central fez um desabafo, onde manifesta sentimento de impotência diante do crescente número de casos. “Estamos trabalhando incansavelmente, porém, a cada dia aparecem mais e mais contatos e casos positivos”, disse.

Diante desse cenário, manifesta preocupação com a capacidade de atendimento por parte da rede de saúde. “Os ambulatórios estão lotados, e a hora em que o hospital estiver lotado, como vai ser?”, alerta, pontuando os cuidados adotados no inicio da pandemia e o relaxamento de parte da população, justamente no momento mais crítico. Ouça no player abaixo: